Pages

  • RSS

domingo, 21 de fevereiro de 2010

O Amor é uma Flor Roxa...

...Que nasce no coração dos trouxas.

E com essa prerrogativa simpática e otimista eu cresci, ouvindo o meu pai repeti-la numa espécie de mantra sagrado. Homem bom o meu pai. Bom de olhar pra aquele tipo e pensar seriamente em ser lésbica. Quando se fala em amor eu sei que posso ter uma opinião bem definida sobre isso. É só olhar pra os dezoito anos de casamento da minha mãe com o meu pai e pensar: Prefiro morrer! Prefiro morrer!
Gente, o fato é que o amor é uma coisa linda e ele leva você diretinho ao casamento. Aí é que a coisa fica feia. Casamento é lindo e você gasta todo seu dinheiro tentando fazer uma festa perfeita porque o resto vai ser uma merda mesmo, né? Se casamento fosse bom, o padre que casa todo mundo, não ia ser proibido – pela igreja – de se casar. Mas tudo bem. Casou. Então, vamos caprichar na festa porque pelo menos será uma boa lembrança, eu preciso mesmo me lembrar do meu tio bêbado derrubando os arranjos da mesa, do cara que chega de havaiana no Buffet e da tia inconveniente que sempre repara que você tá 0,00009 quilos mais gorda... Cara, se quer lembrançinha boa, faz um amigo rico!!! Ele vai trazer uma lembrancinha muito boa pra você no seu aniversário e no final do dia ele vai voltar pra casa dele e você vai dormir em paz na sua cama. Sozinho. Se quer um sonho realizado, vai na padaria do seu Joaquim, compra um, e no dia seguinte vai ao banheiro e faz o trabalho de realização.
Imagine um casal que se ama muito. Muito mesmo. Daquele casal bem bonito que tira foto dando beijo de língua, mostrando toda sua paixão deixando o outro escrever o seu perfil no Orkut, provando que te ama com um caloroso “ti amu Du fundo do corassao” escrito no seu caderno depois de duas semanas de namoro. Imaginou? Pronto. Você tem que admitir que isso dá uma vontade... De morrer solteiro.
Tendo em vista esse grau todo de amor, você, com toda a inveja que puder reunir, vai desejar ter alguém pra você. E de repente. Você arranja alguém. Que legal! Todo mundo acha que a montanha russa é legal da primeira vez, mas da segunda vez que vai, sai de lá tonto e na terceira, com certeza, vomita. É mais ou menos assim...
Eu, com minha vasta experiência em relacionamentos (?), posso garantir: o casamento é sagrado. É só tentar sair dele e você já se ver apelando pra todos os santos, clamando por misericórdia.
Mas você caro amigo, babão – como diria o maior babão: Marco. Não pense que eu sou contra casamentos! Eu também quero casar, claro. Porque sou humana e humanos são burros e tem uma tendência psicossomática ao sadomasoquismo. Claro que eu quero um marido, eu só enchendo meu próprio saco já não tem a menor graça. O casamento faz parte da maturidade na vida de alguém e como eu já to nessa merda mesmo de “crescer e adquirir responsabilidade”...
Mas não sei se tem alguém que vai querer casar comigo. Provavelmente, Deus não permitiu alguém assim a nascer... Ele deve ter pensado: "Sou Deus! Eu sei que eu posso alguma coisa melhor que isso aqui". Então meu marido não nasceu ainda, e continua em fase de teste... É bom pensar assim, porque aí não preciso me preocupar de no final tá casada com alguma cobaia inferior. Partindo desse princípio, seria ele mais novo? Mas eu juro que não entendo... Se eu encontrar um cara mais infantil do que eu, a gente vai ter que comprar muito Hipoglós e muita fralda, porque, com certeza, vai da em merda.
Achei que devia postar isso, já que nos meus últimos posts, ficou parecendo que eu era alguém que não gostava de casamento. E com esse post aqui, com certeza, vai ficar tudo esclarecido, hein? Então gente, é isso. Vamos nos casar e ser feliz. Ou não.

13 comentários:

Antonio (Toinho Justus) disse...

Aninha, eu gostei e concordo com você. Casamento não é a melhor coisa do mundo e QUANDO dá certo é porque acaba numa bela amizade entre os dois. É claro que muita gente não concorda com isso, mas é porque ainda não chegaram lá, ou ainda não conversaram com pessoas mais velhas. Pois o amor que fica não é aquele amor romântico, mas sim o respeito, a consideração e a amizade, como disse antes.

Aninha Gomes disse...

Ah... Toinho Justus. Que honra ter a sua presença comentando neste simplório blog.

kassia disse...

Hummmmm Amiga...Vc sabe como eu sou né???Acho que o casamento vale a pena sim...não sei até quando eu vou achar isso né...acho q até eu casar..hehehehehe!!Enfim...mas fico feliz em vc tb um dia pensar em casar...assim nós poderemos partilhar de como o marido tá engoradando,que o menino não quer saber de ir para escola,trocar umas receitinhas,essas coisas de cumadre...será q vamos conseguir?????!!!!!!

Aninha Gomes disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Ah. Eu mal posso esperar, Kássinha... Mal posso esperar.

Anônimo disse...

Obg pela lembrança!
Marco

Cássio disse...

Vc sabe como minhas opiniões são aninha xD
Pra mim o "casamento" de hoje em dia foi completamente banalizado. Duas semanas, 4 meses, 14 meses são o suficientes pra alguém já se casar hoje em dia.
Mas prefiro nem colocar o tempo em jogo como garantia de um bom casamento.
Hoje em dia, as pessoas preferem se casar logo com qualquer pessoa que aparece do que ficarem sozinhas. Um ato de desespero.
Pra muitas delas, não importa se o casamento vai ser uma merda, só não querem envelhecer sozinhas.

Mas o ser humano nunca está sozinho. Não se tiver bons amigos e um bom e satisfatório objetivo de vida. Nada que substitua um bom casamento.. mas enfim, melhor viver sozinho com um paraíso a viver acompanhado num inferno.

ou não
xD

Ah pra mim oq que vale é o amor verdadeiro e ponto final.*apanha*

Aninha Gomes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aninha Gomes disse...

"mas enfim, melhor viver sozinho com um paraíso a viver acompanhado num inferno.
...

pra mim oq que vale é o amor verdadeiro e ponto final."

#fato, Cássio.

Milena disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Amei e concordo com vc.!! huahauha
beju da sua irma clara, Mille
huahuahua

Milena disse...

Sabe... eu nunca acho tão engraçada a palavra 'merda' quanto nesta página!!!

Para todos que leem estes posts: Tirem o pobre do cavalo da chuva. Eu serei a empresária!

E quanto ao texto: Uma controvérsia deliciosamente inusitada.

Diego Tsunami disse...

Eh por isso q eu fico solteiro e raparigando por \o/ hahuahuahuahua....

adorei o texto ninha, tu ta altamente "virada no molho de quentro" = Expressão do interior, mais precisamente, gravatá, bezerros.. ahuahua

quando eu falo, o povo axa q sou galinha e q nunca vou casar, olha ae, tirou as palavras da minha boca... ahuahuahu, maaaaais, sou vou casar quando a cacau do BBB vim pra recife e passar aqui em ksa, ae ouxx chamo tu logo ninha pra ser a madrinha :P hauahuahuauh...

mais sério... adorei o texto, show de bola little sister :D.. continue botando bronca :D..

lidix disse...

Anita! Primeiro de tudo, com a experiência de quem te conhece desde os primóridos: você realmente não porecisa casar com um merdinha, segundo de tudo, eun ainda tenho um filho disponível (lucas), porque o outro a madrinha dele já reservou pra ela, rsrsrrsrs Prometo criar ele direitinho, viu? o verdadeirom gentleman e serei uma sogra boa e morarei longe e não me meterei e ajudarei a pagar o hotelzinho das crianças pra você poder trabalhar sempre... rsrsrsr planos à parte, o mais foda é você perceber que tem gente que mesmo sabendo que o casamento tá uma merda quer levar adiante só porque é casamento, só pros outros não falarem. Eu já penso assim: não tá dando certo? Então, tchau, meu filho! Porque pra estar mal acompanhado eu prefiro estar sozinha! E outra coisas esse negocinho de estar servindo homem, eu não admito, aqui em casa é tudo dividido, desde sempre, eu me casei, não arrumei um trabalho de empregada! E quando os meninso nasceram a desculpinha de 'não sei trocar fralda' nunca colou, porqeu eu também tive que aprender, então, meu filho: mãos à obra! Acho que muitos dos defeitos dos homens se deve às suas mamães mesmo, porque se você cria seu filho com a idéia de que homem pode tudo, menos ajudar nos afazeres domésticos, vc cria um imbecil! Eu sei que quando eu 'me ajuntei' (porque sou contra assinar um papelzinho que diz uma coisa que eu já sei: tou cvasada, cabou as noites de folia com os amigos!) tive muito trabalho pra remoldar meu 'homi', mas ele é gente boa, ele gosta de mim, ele é um ótimo pai, a gente já brigou, já separou e já voltou. O que vem a seguir? God only knows, Mas eu quero ficar aqui pra ver, eu gosto dele, ele gosta de mim, me respeita eu também o respeito mesmo quando mando ele tomar no oiti. E é iso, sme respeito nada vai adiante, nem casamento, nem amizade. beijo, Anita, espera por luquinhas, tá?

Postar um comentário